Monark 10, a 2a Geração

cleiton_antDep

Monark 10 antes e depois da restauração. Foto de Raquel Espirito Santo

A Monark é do Cleiton. Mas era do pai do Cleiton, que comprou há 35 anos. Como é bom ver gerações herdando e mantendo tradições. E muito melhor, mostrar que 35 anos depois uma bicicleta tem muito caldo para dar. Não foi uma restauração qualquer.

Segundo ele, a bike estave pendurada lá no sul do país. Queria fazer uma releitura da magrela herdada do pai. Eu já estava de olho no azul claro – influência dos fuscas bicolores – quando conversamos pela primeira vez e ganhei a chance de testá-lo. Este azul não é uma cor qualquer.

Quase tudo foi recuperado na bike deles, excessão da mesa que torta, trocamos por uma da mesma ‘idade’. Optamos por cromar aros, manetes de freio, pedivela, pedais e o clássico protetor de catraca.

No começo do mês o Cleiton foi dar uma volta de bike na Europa, literalmente. De lá, trouxe o selim feito à mão da Brooks e os já conhecidos por aqui farol e buzina, de Amsterdam. Fechei o pacote com a fita Fizik branca.

Talvez role um ciúmes entre eles. Mas eles são família e não poderei fazer nada, só agradecer.

antes_04

Antes o velho câmbio e corrente destruídos pelo tempo.

diagonal_bike_2

Monark 10 restaurada. Selim Brooks, fita de guidão Fizik, pneus com faixa e anos de história que continuam vivas. Foto de Raquel Espirito Santo

 

antes_03

Como estava o guidão e os manetes da Monark 10 ..

guidao_lado

que restaurados ficaram assim.. Foto de Raquel Espirito Santo

antes_01

o cubo charmoso foi recuperado e cromado.

ferradura_tras

Detalhe da ferradura e do ‘azul calcinha’. Foto de Raquel Espirito Santo

catraca

Pra seguir a linha do cromo, catraca e corrente brilham também. Foto de Raquel Espirito Santo

selim_brooks

Detalhe do selim Brooks tradicional já. Foto de Raquel Espirito Santo

diagonal_bike_1

De cara nova, a Monark 10 ganhou farol vintage, item importantíssimo para quem volta do trabalho pedalando. Foto de Raquel Espirito Santo

Anúncios