Caloi 10 clássica, a C10

c10_13

Esta é a C10, relíquia de 81 com releitura do Studio VILA já à venda no blog.

A tradição da clássica esportiva Caloi 10 será mantida e continuada. Suas peças japonesas Dia Compe receberam tratamento especial. Mesa, passadores, ferraduras e manetes de alumínio foram polidos. As peças em ferro, pedivela, pedais, aros, protetor de raios, cubos, descanso, cromados. O resultado é uma combinação elétrica sob com a nova pintura branca perolada. Os tradicionais aros 27 receberam pneus e camaras novos e os câmbios Suntour Honor e Sprint, originais, estão no ponto.

No acabamento, não menos importante, banco Linus e fita de guidão Fizi’k marrons, dão um toque especial à mais charmosa bicicleta de corrida nacional.

E como de costume, um toque especial vindo da gringa, o ‘paralama portátil’ da marca sueca Ass Savers acompanha o set-up, prevenindo quem pedala daqueles sprays d’água surpresa.

c10_12

Caloi 10 restaurada e completa na releitura do Studio Vila. Foto de Raquel Espirito Santo

Caloi 10

O antes e o depois da Caloi 10 by Studio Vila. Foto de Raquel Espirito Santo

c10_08

Detalhes da traseira da C10: Itens cromados, banco Linus e paralama portátil Ass Savers. Pedivela original cromado e câmbio Suntour (Honor e Sprint). Foto de Raquel Espirito Santo

c10_09

Na frente, detalhes polidos e cromados e a fita marrom Fizi’k. Foto de Raquel Espirito Santo

c10_05

O detalhe do Ass Saver acoplado ao banco Linus.

c10_02

Passador Suntour polido, mesa Dia Compe e a fita marrom. Foto de Raquel Espirito Santo

c10_cards_

História e detalhes. Foto de Raquel Espirito Santo