Customização: como uma bicicleta legal ganha com detalhes exclusivos

rodido_bx_06

Você chega no Parque Vila-Lobos de bike. Você chega em qualquer lugar. Foto Raquel Espirito Santo

 

O Rodrigo apareceu no Studio Vila com uma Globe, sub-marca da Specialized, fabricante reconhecida pela qualidade das bicicletas que põe à venda. A Globe é uma linha urbana, pensada para o rapaz/moça que usa a bike como meio de transporte na cidade, com design simpático, peças de qualidade e estrutura firmeza (leve e confortável).

Já estava de bom tamanho. Mas o Rodrigo queria mais. A cor original não agradava e alguns acessórios faziam falta. As marchas faziam falta.

 

rodido_bx_15

Tudo junto embutido: 8 marchas no cubo traseiro e luz alimentada pelo dínamo no cubo dianteiro. O bagageiro Zéfal resolve o problema de carga. Até o ‘pezinho’ salva. Foto Raquel Espirito Santo 

rodido_bx_19

Cubo Shimano com dínamo. Aro novo com 32 furos mas o mesmo pneu creme 700 x 35. Foto Raquel Espirito Santo

 

A bike ganhou força e delicadeza com o duo preto fosco e creme – até a coroa e o pé de vela caíram na câmera de pintura. Câmbio Nexus de 8 marchas instalado no cubo traseiro exigiu mudança na roda. Instalamos também um dínamo embutido no cubo dianteiro para alimentar o farol traseiro. Bagageiro bem estruturado da marca francesa Zéfal (que tem ajustes reguláveis e portanto cabe em vários modelos de bike)

O descanso tão ignorado pelas fabricantes faz uma falta danada na hora de guardar a bicicleta em casa, no trabalho, no bar. O guidão North Road da Linus, inteligência inglesa para brincar de pedalar. Mas na cidade, que tem trânsito, o espelho retrovisor completa o pacote de acessórios. Os pedais de plástico deram lugar a pedais de alumínio com acabamento em preto.

rodido_bx_12

Retroviso, guidão North Road da Linus e o detalhe do novo passador das 8 marchas. Foto Raquel Espirito Santo

 

Você pode achar isso tudo papo de maluco. “A bike já era linda, pra que tudo isso?”. É verdade. Em projetos de customização como este nem sempre o que está em jogo é reviver um projeto, restaurar um tesouro abandonado. Mas quem sabe você concorde comigo nessa: tudo nessa vida pode ser melhorado. Um bocadinho de trabalho manual aqui e acolá, mais um outro acessório dos amigos de além-mar que também se esforçam para criar utilidades com bom design, podem transformar uma bicicleta standard em algo exclusivo, com a cara do dono. A gente está aqui (também) pra isso.

O resultado final é a uma Globe com cara do Dido.

rodido_antDep

Era verde, ficou séria, preta e creme. Tem marcha e tem luz alimentada pela própria pedalada.