Caloi Ceci restaurada, a Cecylos

eylos_antDep

A Ceci antes, acabadinha e a versão 2015 como Cecylos. Foto de Raquel Espirito Santo

 

Como disse, a história da Gabi tem a ver com a de uma Caloi 10 dourada do Tio. Quando ela comentou à família sobre recuperar aqueles tesourinhos, a prima, não só topou refazer a Ceci como deu de presente para a nova entusiasta do rolê em duas rodas. Sendo dela, a Gabi poderia brincar de fazer sua bicicleta.

Suas peças estavam em ótimas condições, precisávamos apenas de um upgrade já bem comentado em meus posts, uma mesa mais alta e um guidão bonito e confortável.

O vinho foi escolhido como cor predominante e as peças originais cromadas. No combo, o câmbio Nexus 3 foi instalado em aros novos e com um pouco de garimpo, um novo refletor traseiro substitui o antigo, quebrado.

eylos_bx05

Quase tudo reaproveitado. Rolou um refletor novo, de estoque antigo. Marchas para que te quero, um Nexus 3 embutido. Foto de Raquel Espirito Santo

 

O toque final para fechar o duo ‘branco e vinho’ da Cecylos foi o acabamento eu couro natural do parceiro Sem Raça Definida. A manopla com um desenho diferente do comum e o acabamento da marca ficaram demais. O canote Zoom tem um apoio melhor para o selim. Desta vez o guidão modelo Gaston da Linus fez dupla com uma mesa de inclinação positiva. A Gabi é altona e a inclinação compensou o esticar dos braços.

Melhor que restaurar uma família de bicicletas foi ver a foto da Gabi com a Cecylos no parque do Ibirapuera, vendo show sem pegartrânsito, pagar Zona Azul ou estacionamento, saudável e feliz. Matei dois coelhos numa restaurada só.

eylos_bx03

Cada peça que desenvolvemos juntos fica melhor que a outra. A sintonia Studio Vila e Sem Raça Definida promete vida longa à parceria e às bikes. Foto de Raquel Espirito Santo

 

eylos_bx08

Foto de Raquel Espirito Santo