Bicicleta Pirata restaurada do Gui

gui_pirata_inst_07

O Gui e sua bike Pirata. Presente de aniversário de 4 anos.

O aniversário de 4 anos era mês que vem. Um mês e uns dias. Ele queria mas queria uma bike preta. E com roda amarela e com vermelho.. e de Pirata. Ele era pirata, só podia ser. Quem precisa de uma bike pirata se não fosse pirata?!

Acredito que para aprender a andar de bicicleta precisamos ter uma que gostamos, que seja prática de subir e descer, de se apoiar em desequilíbrio e por aí vai. Facilitar o relacionamento com ela é importante. Foi assim que escolhemos o modelo a ser usado. Baseado no tamainho dele, aro 16 combinava. Pelo desenho do quadro, uma Ceci. Mas uma Ceci Pirata.

gui_pirata_inst_05

Detalhes do acabamento da Bike Pirata.. Caveeira, muita caveira

Um bom pirata tem símbolos de sua terrível experiência espalhados. Referências aos crânios e suas armas nas bandeiras, nos mastros e acessórios. A Bike Pirata tem manoplas de couro vermelho amarradas, inclusive nos manetes. Seus acessórios foram amarrados com nós aprendidos durante várias gerações.

A roda dianteira amarela pede atenção de que vem chegando perto e a sinalização da Bike Pirata presa na madeira, o couro de caveira da Sem Raça Definida não deixam dúvida: ‘you better run’.

gui_pirata_inst_04

Obra prima customizada pela Sem Raça Definida. Cobertura de selim feita em ‘couro de pele de animal do caribe’

gui_pirata_inst_02

Corda, madeira, couro e uma Ceci aro 16′ customizada.

gui_pirata_inst_01

Não preciso dizer mais nada..

gui_pirata_inst_06

.. melhor correr, babe..